Dermatites psicogênicas em felinos

8 de setembro de 2015 por

animal clinic 54Você já ouviu falar em dermatite psicogênica? O nome pode parecer meio estranho e por isso, ela é popularmente chamada de dermatite por lambedura. Sabe qual é? Se nunca ouviu falar, tudo bem. Ela é fácil de entender. Trata-se de um problema de pele que é causado porque o pet começa a se lamber excessivamente. Ele se lamber tanto que chega a arrancar os pelos e até mesmo se ferir. Esse tipo de dermatite tanto em cães e gatos, quanto em animais exóticos, infelizmente, está cada dia mais frequente.

Por que a dermatite acontece?

Por que isso acontece? Na maioria das vezes é porque os animais são deixados sozinhos em casa por muitas horas do dia. Os donos saem para trabalhar e o pet fica completamente só, sem a companhia nem de um humano nem de um outro animal que possa interagir com ele. Isso faz com que o animal viva em constante estresse e acabe sofrendo de depressão. Com a de depressão, um comportamento diferente do comum e crônico é exteriorizado através das lambeduras frequentes e sem limite.

Fique atento a mudanças

Porém, é importante que o dono entenda que não é só a solidão que pode levar o bichinho a esse comportamento prejudicial. Uma alteração na rotina da casa, a chegada de um filhote que ele não gostou, um barulho novo ou qualquer outra mudança, pode ser estressante ao felino e ele pode desencadear esse comportamento indesejado.

As lesões mais comuns desse tipo de dermatite são causadas nos membros anteriores e posteriores, devido à facilidade de lambeduras nesses locais. O dono notará que o pet fica lambendo-se sem parar e em um mesmo local e muitas vezes chega a morder o local repetidas vezes. Os pelos dessa região ficarão ralos ou ausentes e algumas lesões poderão ser formadas. A irritabilidade e mudanças de hábitos também poderão ser notadas. Em casos mais graves, a dermatite bacteriana poderá acontecer como secundária às lesões causadas pela lambedura.

Como perceber que o meu pet está com dermatite por lambedura?

O diagnóstico é fácil? Não! Como várias coisas podem causar os mesmos sintomas nos bichanos, e como essa dermatite pode vir junto a outra infecção, o diagnóstico nem sempre é fácil. É muito importante que o proprietário colabore e conte as alterações que ocorreram no lar, como por exemplo, a adoção de um novo animal, uma mudança de um móvel de lugar ou a partida de alguém da casa e, é claro, conte quais as alterações de comportamento que está notando no bichano.

Como funciona o tratamento?

Sempre que o médico veterinário julgue necessário, ele poderá solicitar exames complementares. O tratamento será feito com medicação para o controle de infecções secundárias, enriquecimento ambiental e, quando necessário, terapias com florais e outros medicamentos que auxiliem o pet em uma mudança de comportamento.

Não se assuste se o profissional indicar o uso de um antibiótico para auxiliar no tratamento dessa dermatite. Como falamos, há bactérias que podem aproveitar da situação e causarem uma dermatite secundária. Quando isso acontece, é necessário administrar medicação específica. Além disso, aumentar a atenção ao pet, as brincadeiras e melhorar o ambiente dele, são essenciais para que a saúde dele seja garantida e para que o bichano fique totalmente curado.

Fonte: Blupet.com.br | Foto: Divulgação.

Animal Clinic
Endereço: Avenida Paraná, 4381 | Bairro Santa Cândida | Curitiba – PR
Telefone:(41) 3257-5409 | Facebook | Twitter

 

Logo Hospital Veterinário Animal Clinic em Branco


Quem somos


Referência em diferentes especialidades, o Hospital Veterinário Animal Clinic tem serviço de emergência ágil e moderno. Excelência do atendimento 24h/dia!




Receba as Novidades


Cadastre-se e receba videos, dicas e cuidados para o seu pet antes de todo mundo.



Open chat
Powered by